Arquitecto Luis Candeias | Estúdio de Arquitectura
PT  /  EN

Ao utilizar este website está a concondar com a nossa política de uso de cookies. Para mais informações consulte a nossa política de privacidade e uso de cookies, onde poderá desactivar os mesmos.

OK

O projecto que se apresenta diz respeito à legalização de uma moradia que é parte integrante de uma AUGI com alvará de licença de loteamento. A construção existente, à qual se encontra associado um logradouro que envolve as três fachadas exteriores, constituem um lote que não corresponde ao que se encontra desenhado no loteamento aprovado.

Trata-se de uma pequena moradia de tipologia T2, geminada com uma outra construção de idênticas características, com compartimentos de dimensão muito reduzida e com um pequeno logradouro envolvente, que faz a ligação entre a praça e a rua a tardoz, numa cota inferior.

Apesar de se tratar da legalização de uma construção existente, foram introduzidas pequenas alterações na sua compartimentação interior, que permitem a sua correcta e actual utilização, incluindo a parte respeitante aos seus arranjos exteriores.

Mantendo praticamente a totalidade dos espaços é proposta a criação de uma sala com kitchenette, onde se colocou uma escada para acesso ao desvão da cobertura, aproveitando esse espaço para arrumos. O volume dessa escada pode ser encarado como forma de divisão da sala e da cozinha e ter função decorativa e funcional, pretendendo-se que seja materializado através uma escada/estante. A instalação sanitária e os dois quartos manter-se-ão de acordo com o actualmente existente.

Em relação ao espaço exterior (logradouro), é proposta a criação de uma porta de acesso a partir da Rua 10 de Junho, e um pequeno pátio que terá função de antecâmara para a ligação entre os dois níveis da propriedade. O restante logradouro será definido por dois pátios em cotas diferentes. O de cota mais alta ficará no nível actual, dado que está relacionado com a cota de soleira da habitação. Dado o desnível existente, haverá uma escada de ligação com o pátio a tardoz, posicionado a uma cota mais baixa para redução máxima da altura do muro a edificar na Rua 10 de Junho. Dado que se encontra prevista essa possibilidade no loteamento aprovado, é proposta a construção de um telheiro no pátio a tardoz para apoio da actividade e fruição da moradia.

Será edificado um muro para contenção das terras a tardoz, com 1,26m de altura, mais 0,76m em gradeamento aberto. No local de construção do telheiro, o muro apresentará uma altura pontual de 3,50m. Na frente da moradia será construído um muro do mesmo tipo (alvenaria e gradeamento metálico aberto) com um total de 0,90m de altura. Por razões de privacidade para com o espaço público e para com o prédio confinante, é proposto um troço de muro com um total de 1,79m, com as mesmas características.

 

Ver mais Projetos